Páginas

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Viagem: Araruama, Saquarema e Cabo Frio

Fui pra casa do meu pai, em Araruama e passei 2 dias por lá, curtindo meu pai e meu dois irmãos mais novos: Charlles, de 12 anos, e Ruizinho, de 6 meses. E nós, junto com a sua esposa Vera, passeamos e nos divertimos bastante. Cheguei na 3a., dia 16/01, a tarde, e passeamos em Araruama, na Praça Menino João Hélio e na Orla.





Depois fomos pra Saquarema, cidade vizinha, onde passeamos mais (fomos ao Estádio do Boa Vista e a casa do Serguei) e comemos uma deliciosa pizza, antes de voltarmos pra casa.






Na 4a. feira, dia 17/01, fomos cedo pra Lagoa de Araruama. Voltamos para casa para tomar banho e aproveitei a piscina com meus irmãos.




E logo fomos pra Saquarema, onde meu pai e Charlles foram pro Estádio ver o jogo Fluminense x Boavista, enquanto eu, Vera e Ruizinho fomos pro canal de Saquarema. Depois do jogo eles nos encontraram e demos umas voltas pela cidade.





5a. feira, dia 18/01, fomos cedinho para Cabo Frio, para a Praia das Conchas, minha praia preferida da vida toda (onde passei minha infância) e ficamos o dia todo. Almoçamos aquela deliciosa anchova que só lá tem. Um dia perfeito.



Os cachorrinhos do meu pai, em ordem de chegada na casa: Ternura (tá há anos com ele e já está bem velhinha), Mel (serelepe toda vida) e Tubarão (novo membro, novinho ainda).



E como tudo que é bom dura pouco, voltei pra casa a noite, pois tinha outros compromissos maravilhosos no dia seguinte. E chegar em casa e matar saudade dos meus amores é sempre bom demais!


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Rio Literário

Na 4a. feira, dia 03/01, fui com um grande amigo dos tempos do ensino médio (que reencontrei no meio do ano passado depois de muitos anos) e uma antiga amiga de trabalho, na qual dividimos a paixão pela leitura (e ela foi com outra amiga e a sobrinha) para o passeio Rio Literário, que sempre via no facebook do Revelando o Brasil e nunca que ia.



Nos encontramos na Fundação Biblioteca Nacional, onde o passeio começa. A guia, Juliana, nos conta histórias e curiosidades sobre a biblioteca, como a cadeira no. 4, que era a preferida de Carlos Drummond, e as histórias/lendas de fantasmas que rondam a biblioteca.




Depois fomos andando pelas ruas e fizemos uma parada na Academia Brasileira de Letras (infelizmente não teve visita interna, porque só retoma em abril e fiquei querendo voltar lá). Paramos no prédio ao lado, onde tem estátua do Manuel Bandeira. Demos uma passada na Confeitaria Colombo, numa outra que nem lembro o nome (e ela parava para contar dos autores que se reuniam por ali) e fomos até a Casa Cavé, que é estilo da Colombo também.


De lá, seguimos para o nosso último ponto, o Real Gabinete Português de Leitura, que é a coisa mais linda do Mundo. Fiquei maravilhada lá dentro. Me senti num filme, tipo Harry Potter ou A Bela e a Fera. Incrível, e fechamos o passeio com chave de ouro.






Super recomendo!!!

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Autores preferidos: Elizabeth Haynes

Vingança da Maré: Geneviève deixa a vida em Londres e vai morar num barco numa cidadezinha próxima. Ela dá uma festa para inaugurar seu barco e uma amiga aparece morta. A partir daí, surge uma trama policial envolvendo chefões perigosos, drogas e prostituição. Tudo em flashback. E no meio disso tudo tem um rolo com Jim (policial) e Dylan (segurança do chefão). Não dá pra parar de ler. Adorei!!!!

Sinopse: Depois de trabalhar arduamente por muito tempo alternando um emprego como executiva de vendas durante o dia com o de dançarina de pole dance à noite , Genevieve finalmente conseguiu juntar dinheiro para realizar seu sonho: comprar e reformar um barco e mudar-se para Kent, bem longe da estressante vida em Londres que tanto a aborrece. Tudo parece enfim perfeito. Até que, na festa de inauguração do barco, enquanto amigos de sua velha vida parecem zombar do que agora lhe é tão caro, um corpo aparece boiando próximo ao ancoradouro, e Genevieve reconhece a vítima. Ao perceber seu santuário flutuante maculado, e convencida de que sua vida também está em risco, Genevieve se vê novamente envolvida com o perigoso submundo de corrupção, crimes e traição do qual pensava ter finalmente escapado. E está prestes a descobrir os problemas de misturar negócios e prazer.


No escuro: 4 anos separam duas personalidades totalmente diferentes de uma mesma pessoa. Catherine era ousada e apaixonada por Lee, Cathy é recatada e tem medo de se envolver, até que Stuart muda para o seu prédio e muita coisa muda. Um suspense daqueles que não dá vontade de parar de ler. Violência verbal, psicológica e física, suspense, medo, TOC... Elizabeth Haynes sabe escrever isso muito bem. Amei!

Sinopse: Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo... Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam plenamente e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele. Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, Catherine tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela. Sentindo-se no escuro, ela planeja meticulosamente como escapar dele. Quatro anos mais tarde, Lee está na prisão e Catherine, agora Cathy, tenta reconstruir a vida em outra cidade. Apesar de seu corpo estar curado, ela tornou-se uma pessoa bastante diferente. Obsessivo-compulsiva, vive com medo e insegura. Seu novo vizinho, Stuart Richardson, a incentiva a enfrentar seus temores. Com sua ajuda, Cathy começar a acreditar que ainda exista a chance de uma vida normal. Até que um telefonema inesperado muda tudo.


Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

sábado, 13 de janeiro de 2018

Chromecast



Comentando com amigas que queria comprar smartv, pois a minha é de led mas da época que casei (8 anos!!!) e não é smart e acabo não vendo filmes, pois ninguém aluga (nem tem locadora no meu bairro mais), e não gosto de ver no note, na tv a cabo quando passa não dá pra eu ver ou é tarde....enfim. elas me recomendaram comprar o chromecast, que elas têm e é bom e tal. Lá fui eu pesquisar e comprei.



Pensei que fosse algo meio pirata e tal, mas que nada, é todo bonitinho, é do google e basta inserir no HDMI da TV e baixar o app Google Home (na playss store ou apple store) e ir seguindo as orientações de instalação que aparecem na tela da TV.


É rápido e estou apaixonada, por isso resolvi postar, mesmo achando que todos vocês já podem conhecer. Mas como eu não conhecia, vai que ajuda alguém que não conhece também? ah, paguei R$160 nele. Achei o preço ótimo!




Outra coisa que tô apaixonada é Netflix. Vocês devem estar se perguntando em que planeta eu estava vivendo!!! Minha irmã já assina há uns anos e tinha um login pra mim, mas nunca usei. E comecei a usar agora, em 2018!!! In love total. Outro que estou amando é o Popcorn time, que tem altos lançamentos. Pretendo ver mais filmes esse ano, talvez até alguma série. Mas aí sei que os livros vão ficar um pouco de lado. Vou me dividir meio a meio.


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Autores preferidos: Paula Hawkins

A Garota no trem: Rachel todo dia pega o trem das 8h04 para ir trabalhar e observa um casal na varanda que ela admira. Eles moram na mesma rua que ela morava com Tom, seu ex-marido, que ainda amora lá com Anna (que era amante) e a filha deles. Quando Megan desaparece, a mulher da varanda, Rachel pode ser a testemunha, mas ela estava muito bêbada naquela noite (e em todas as outras) para lembrar dos detalhes. Uau! Que livro! Doida para ver o filme.

Sinopse: Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas dágua, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes a quem chama de Jess e Jason , Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess na verdade Megan está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota No Trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.


Em águas sombrias: Jules Abott volta para sua cidade natal apos a morte da sua irmã (que era brigada e não respondia às ligações há anos), para cuidar da sobrinha adolescente que nunca teve convívio nenhum. Danielle Abott morreu no lago dos afogamentos (onde muitas outras mulheres encrenqueiras morreram ao longo de 300 anos), a polícia trata como suicídio, mas a filha insiste que a mãe foi assassinada. Thriller dos bons, da mesma autora da Garota do trem. No inicio é meio confuso porque tem muitos narradores (e alguns personagens narrado em 3a. Pessoa), mas depois que a trama evolui, não dá pra parar de ler. Merece um filme também. Amei!!!

Sinopse: Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás. Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos… Com a mesma escrita frenética e a mesma noção precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura vigorosa e que supera quaisquer expectativas, partindo das histórias que contamos sobre nosso passado e do poder que elas têm de destruir a vida que levamos no presente.


Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα 

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Desafio Literário 2018


Esse é o desafio que vou fazer esse ano.
O do ano passado foi um fiasco, não li nenhum (aliás, comecei a ler um daqueles agora). É que pedi para as pessoas me indicarem livros para ler, e os indicados, só me interessei realmente por 2 ou 3, e acabei não lendo nenhum.
O de 2018 não tem desculpa, lerei todos!!!

Se alguém quiser embarcar no desafio, só fazer. Lembra da meta de todo ano de ler mais livros. A hora é essa.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Retrospectiva e Expectativas 2017/2018



Retrospectiva e Expectativas


Se tivesse que escolher um título para 2017 seria: "Ano do Aprendizado", em diversos sentidos, pois foi um ano muito difícil de um modo geral, mas que teve seu lado bom também. Exigiu paciência, coisa que não tenho muito, mas que também tô aprendendo a desenvolver.



Amigos: Revi um grande amigo dos tempos de escola (fundamental e 2o. grau - sou dessa época - que não via há tempos e vimos o show do Barão Vermelho juntos. Foi um ano que me aproximei e conheci melhor algumas pessoas da capoeira (que chegaram na época que eu tava mais afastada de lá). E conheci uma amiga mega querida que fiz aqui no blog há mais de 10 anos, Kátia, de SP, que deu uma passada rápida na minha cidade com o marido para me dar um abraço. Que felicidade!!!

Kátia e seu marido Júlio


 Tuti, meu amigo do ensino fundamental


Amor: mais um ano ao lado do meu tchutchuco lindo. São 14 anos de muito amor, cumplicidade, amizade, respeito e companheirismo. Juntos na luta, nas tristezas, nas dificuldades... porque nem tudo é fácil, e esse ano ele ficou desempregado com a crise no setor de petróleo e gás, mas graças a Deus está trabalhando, fora da área, mas tá. Deus sabe de todas as coisas.

 Carnaval
 Passeio com nosso afilhado de 4  patas

 Nosso dia dos Namorados a 3



Família: Passei uns dias na casa do meu pai, em janeiro, e também fomos a Teresópolis e passamos um dia maravilhoso lá. Ganhei mais um irmão, por parte de pai, que nasceu em julho. Uma fofura! Revi tio e primos paternos que não via por uns 2 (ou mais?) anos. Também tivemos dificuldades, mas tudo contornado e em muita oração. Ah, e teve a formatura da minha afilhada Carol. Se formou em Letras! Mãinha fez 65 anos e fizemos uma festinha surpresa para os amigos mais íntimos.

Araruama com meu irmão Charlles e meu pai 

 Teresópolis

Formatura de Carol

Conhecendo meu irmãozinho


Níver de mãinha

Viagem: fiz 2 inesquecíveis com meu amor: Gramado e Canela, onde vivemos dias de sonho num local paradisíaco. Perfeita!!! Foz do Iguaçu, com direito a Puerto Iguazu (Argentina) e Ciudad del Este (Paraguai), onde foram dias de muita curtição, caminhada, recordações da infância e adolescência que passei ali. Foi bom demais da conta!!! E também fiz uma viagem para Minas, em Ubá, com amigas da capoeira. Também fui a Búzios com minha amiga da faculdade.





Búzios com Drica


Shows: foi um ano muito especial. Teve Rock in Rio e fui com marido pela 1a. vez num festival, e vimos show do The Who, Guns n Roses, Cidade Negra, além de conhecer a dupla do Burundi Alfred et Fred, que toca um ancestral do berimbau. Também fui a show do Barão Vermelho (sem Frejat no vocal) e Ana Carolina pertinho de casa e grátis. Teve até show dos Filhos do Totem, minha banca local favorita, depois de muitos anos.




Topre: nosso bagunceirinho fez 1 ano dia 5 de junho e fizemos uma festinha para ele. Curti muito ele esse ano, meu amigo e companheiro, fica sentadinho ao meu lado lendo. E quando vê um livo na estante, pega e traz para mim. Gente, não aguento!!!





Teatro: Vi 1 única peça que foi maravilhosa: Deixa Clarear, que conta a história da cantora Clara Nunes, no Teatro da Uff. Fui com mommy e ela também amou.




Esportes: Voltei pra capoeira de verdade, depois de 7 anos de enrolação, num vai não vai, a partir de agosto desencantei e levei a sério mesmo, tanto que meu Mestre mandou eu colocar minha corda de volta (nesses anos de enrolação eu tava de corda branca). Fui ver o amistoso Brasil x Colômbia, com renda revertida para a Chapecoense e foi uma experiência linda e emocionante. Fui com minha irmã e um amigo americano da capoeira.





 Tô de volta



Livros: li 71, muitos maravilhosos, e os que mega recomendo são: Raio de sol, Mil beijos de garoto, a garota no trem, em águas sombrias (no meu instagram tem mini resumo de todos e aqui também, nas postagem mensais de livros). E teve Bienal!!!





Filmes: O filme do ano foi Extraordinário. Só fui ao cinema no final do ano e vi 3 filmes que adorei, Extraordinário eu tava louca pra ver e não me decepcionou. Tão bom quanto o livro. Outros que recomendo são: Assassinato no Expresso do Oriente (baseado no livro da Agatha Christie) e o grande show (musical da história do circo).

Material: comprei um carro, o que facilitou minha vida para ir ao trabalho. Agora acordo uma hora mais tarde, e chego em casa uma hora antes. Também troquei de celular (asus zenfone selfie) e amei.


E olha quem tem cadeirinha para andar no carro

Negativo:  amei. Muita violência no Rio (acho que Brasil como um todo) e corrupção no país, desanimador. Passamos um susto com mãinha, que teve que operar às pressas em novembro para remover a vesícula, mas deu tudo certo e ela está bem e recuperada.



Expectativas para 2018:
ver mais o meu pai ao longo do ano;
ser boa filha, irmã, tia, madrinha, esposa, amiga e professora;
não me aborrecer com coisas e/ou pessoas que não merecem;
ter saúde física e mental, paz e emprego para mim e todos os meus amigos e familiares;
continuar firme na capoeira;
melhorar minha relação com a comida e meu corpo;
falar não quando for melhor para mim;
ler muito;
ver mais filmes do que no ano passado;
comemorar meus 40 anos com festinha para os mais chegados;
viajar com meu amor.



* Olhei nos meus arquivos e vi esse post de 2007 (são muitos anos blogando) e resolvi copiar e colar aqui e fazer as devidas modificações para a retrospectiva do ano de 2017 e as expectativas pro ano de 2018, que acabou de nascer. Algumas eu mantive, porque são coisas que quero sempre.

Beijossssssssss